05 de Abril de 2016

Iris comprou fazenda com dinheiro da Odebrecht

Documentos do Serviço Nacional de Informações obtidos pela Época mostram envolvimento da Odebrecht com políticos e doações desde os anos 1980

Reportagem publicada no site da revista Época e que também está em sua versão impressa mostra que a empreiteira Odebrecht está envolvida em doações e repasse de dinheiro a políticos desde a década de 1980. A reportagem e Alana Rizzo é baseada em documentos do Serviço Nacional de Informações, o SNI, guardados no Arquivo Nacional em Brasília.

O informe 19/1984 da Agência Goiânia do SNI mostra que repasses da Odebrecht ajudaram o ex-governador Iris Rezende (PMDB) a comprar uma fazenda no valor de 700 milhões de cruzeiros em Mato Grosso. Segundo o registro, Iris recebeu 500 milhões da empreiteira e usou 400 milhões na compra do imóvel.

"Iris Rezende é um dos políticos mais ricos do país. Em sua última disputa, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), R$ 30,9 milhões. Entre os bens: as fazendas Estrela, adquirida em 1982, e Mutirama", diz a revista. As fazendas de Iris em Mato Grosso possuem grande rebanho bovino e são conhecidas pela alta produção de soja. Uma delas tem até pista de pouso.

Os documentos do SNI revelam que as duas fazendas foram adquiridas após a posse de Iris em 1983 como governador. Uma em Canarana e outra em Cocalinho, ambas em Mato Grosso. "Os imóveis teriam sido comprados com a caixinha de amigos para a campanha e a doação da Odebrecht", diz o texto.

Iris Rezende nega qualquer ajuda da empreiteira e afirma que comprou as fazendas antes das eleições e com dinheiro de herança do pai e dos serviços que prestou como advogado. “Não existe um item que possa colocar em dúvida minha honradez na política”, disse Iris Rezende, afirmando que não conhecia empresários na época e que só veio a contar com a ajuda de empreiteiras a partir das eleições para o Senado em 1994. Na campanha de 2014, a Odebrecht doou R$ 200 mil para sua campanha.

Visita na fazenda
Em 2015, o jornalista Leandro Mazzini registrou em sua coluna que o empresário Emílio Odebrecht foi até uma das fazendas de Iris em Mato Grosso pedir ajuda do peemedebista para que Marcelo Odebrecht fosse libertado.

Emílio ficou sabendo que Iris é padrinho da ministra Laurita Vaz, do STJ, que havia recebido o habeas corpus pedindo a libertação de Marcelo. O jornalista disse ainda que Iris Rezende tentou contato com a ministra por meio de um amigo próximo, mas não obteve sucesso.

Goiás 247

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora