11 de Agosto de 2015

Quatro dicas para evitar manchas e alergias após a depilação

Não importa o procedimento, todas mulheres estão sujeitas a uma reação alérgica

Quando se trata de vaidade feminina, não há limites para o número de procedimentos que existem nos estabelecimentos de estética e alguns salões de cabeleireiros. Porém, para ficar sempre em dia com a beleza, algumas mulheres passam por tratamentos muitas vezes sofridos, doloridos e que podem dar reações na pele, como as irritações após a depilação.
 
Com gilete ou cera, todas as mulheres que tiram os pelos estão sujeitas a ter algum tipo de alergia ou desenvolver manchas na pele. Isto, entretanto, não pode impedir que ela use uma blusa mais aberta, shorts, saia, vestido ou aproveite um tempo na piscina ou na praia.
 
Para que você aproveite todos os momentos sem se preocupar, separamos 4 dicas para evitar manchas e alergias em sua pele após a depilação. Confira!
 
Hidratação

Após a depilação, a pele sofre danos e perda de alguns elementos essenciais para a sua proteção. Por isso, o ideal é passar cremes hidratantes depois de realizar o procedimento com gilete, cera ou alguma outra técnica.
 
Proteção
Outro cuidado que se deve ter é em relação ao sol. É preciso utilizar o protetor solar mais indicado para a sua pele e evitar a exposição para que manchas, vermelhidão ou alergias não se manifestem na área depilada.
 
Produtos
As mulheres que fazem depilação também devem ficar atentas aos componentes dos produtos que utilizam na pele. Aqueles cuja base é feita de ácidos ou álcool, como alguns desodorantes spray, por exemplo, podem escurecer a pele.
 
O ideal são os óleos e cremes à base de macadâmia e aloe vera, desde que eles atendem às necessidades e peculiaridades da sua pele. Caso prefira o uso de medicamentos, opte pelos anti-histamínicos, como este,  específicos para casos dermatológicos, que devem ser identificados e receitados por um especialista.
 
Saída

Uma alternativa à depilação com cera ou gilete é o clareamento dos pelos. Há produtos especialmente desenvolvidos, mas eles só devem ser deixados em contato com a pele por, no máximo, 15 minutos para que não haja riscos de desenvolver alergias. A dica é fazer um teste de sensibilidade para se certificar de que não haverá nenhuma reação.

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora