11 de Julho de 2012

Consultório virtual: fibromialgia

A psicóloga Kátia Beal responde as perguntas dos leitores do Rio Verde Agora

Kátia, fui diagnosticado com fibromialgia. O que vem a ser exatamente isso? Me falaram que pode ser de fundo emocional? É um transtorno psicológico? Tem tratamento?O que eu sei é que eu sou realmente muito preocupado com as coisas, parece que nunca estou feliz com nada, mesmo tendo uma vida financeira muito confortável e uma família que me apóia.

J. 48 anos.


Primeiramente vamos falar um pouco da fibromialgia, que é uma dor crônica em que a pessoa sente que o corpo todo dói principalmente as articulações (juntas). A fibromialgia é um problema que está diretamente relacionado com o funcionamento do sistema nervoso central.

O diagnóstico da fibromialgia é um tanto quanto difícil, porque a dor confunde com problemas de reumatismos e outras doenças como inflamações, por exemplo.E como ainda não existem exames de laboratório ou de imagem para auxiliar no diagnóstico, este se dá apenas pelo exame dos pontos que estão doloridos.

Os principais sintomas da fibromialgia são: dor generalizada, cansaço, aquela sensação de fadiga, a falta de energia, a falta de disposição para o trabalho e para o lazer, alterações no sono, problemas de intestino, dores de cabeça, entre outros.

Ainda não se conhecem as causas da fibromialgia. O que se sabe é que a grande maioria das pessoas que recebem esse diagnóstico são pessoas com características mais depressivas, ou seja, pessoas mais tristes, que não estão satisfeitas com a vida, ou então ao contrário, tem tudo ou digamos assim, uma vida confortável, mas não conseguem se satisfazer com o que tem, não conseguem ter prazer nas coisas. O estresse do dia a dia, a dificuldade em lidar com as tensões do trabalho e da vida moderna também foram encontradas em pessoas com fibromialgia. Portanto, não se pode descartar que seja sim uma doença de fundo emocional, também.

O tratamento deve associar o uso de medicamentos para dor e antidepressivos com psicoterapia. Acupuntura também ajuda muito.

Um conselho que deixo é procurar fazer atividade física. Escolha uma atividade que lhe prazer, assim fica mais fácil seguir uma rotina de exercícios. Pode ser dança academia, caminhadas, corrida, uma luta, natação ou qualquer esporte em que você sinta prazer e motivação para praticar.

Eu sei que não é tão simples assim, afinal é fácil falar, mas procure não se preocupar muito com as coisas, tente viver a vida de maneira mais leve, evitando situações estressantes. Evite assumir responsabilidades que não quer, saiba dizer não, seja mais assertivo.

Procure passar mais momentos junto de quem você gosta, procure atividades de lazer, uma viagem por exemplo.

Enfim, procure se estressar menos e viver uma vida com mais prazer, com mais leveza e eu tenho certeza que tudo dará certo...

Fiquem bem...

Grande abraço e a todos os leitores

Envie você também a sua pergunta...

katiabeal@gmail.com

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora