08 de Setembro de 2014

Ideb de Rio Verde supera média nacional

Escola Luiz Alberto Leão foi mais uma vez a melhor nota do municí

Quando o assunto é educação, Rio Verde é referência nos resultados. Isso pode ser comprovado pelos dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
 
As médias divulgadas nesta sexta-feira, 5 de setembro, evidenciam que a cidade é destaque em nível nacional e estadual. A média do munícipio para os anos iniciais foi de 6.8 e 4.8 para os anos finais, na frente do estado, que está com 5.7 e 4.7 respectivamente. A diferença fica ainda mais expressiva quando comparada ao índice nacional de 5.2 para os anos iniciais e 4.1 para os anos finais do Ensino Fundamental. As notas de todas as escolas da rede municipal também cresceram e o destaque novamente está com a EMEF Professor Luiz Alberto Leão, com média 8.1 para o 5º ano e 5.5 para o 9º ano.
 
Superando as médias e surpreendendo pelos elevados índices, a educação de Rio Verde serve de exemplo para o país. Com o progresso alcançado pela transformação, o resultado comprova que quando se investe em formação continuada de educadores, melhoria de infraestrutura, de merenda e ensino de qualidade, o objetivo é alcançado.
 
Por lei, 25% do orçamento municipal tem que ser investido nessa área. Rio Verde investe 26,5% para garantir a qualidade da educação e graças ao trabalho de educadores dedicados e equipe comprometida a evolução no ensino é possível.
 
Rio Verde em comparação aos municípios goianos
1º Cachoeira de Goiás 8.1
2º Três Ranchos 7.3
3º Chapadão do Céu 7.1
4º Santa Isabel   7.0
Itaguari
5º Corumbaíba  6.9
Rubiataba
6º Rio Verde  6.8

Índice do 5º ano em nível nacional
1º Minas Gerais  5.9
Santa Catarina
2º São Paulo  5.8
Paraná
3º Distrito Federal 5.6
4º Goiás 5.5
 
Índice do 9º ano em nível nacional
1º Minas Gerais 4.6
2º Goiás 4.5
 
Prova Brasil 2013
A aplicação da Prova Brasil para estudantes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental da rede pública municipal aconteceu em novembro do ano passado. A avaliação desenvolvida pelo Instituto Nacional de Estudos Pesquisas Educacionais (Inep) tem o objetivo de avaliar a qualidade do ensino público brasileiro. Do total geral, quase 2 mil alunos eram do 5º ano e mais de 700 do 9º ano da rede municipal.
 
Como ferramenta de auxilio aos estudantes, mensalmente são aplicados simulados da Prova Brasil. Os alunos respondem a questionários com questões de Língua Portuguesa e Matemática. A iniciativa de aplicação das provas partiu do ex-secretário de Educação, Lindomar Barros dos Santos na época em que era coordenador dos trabalhos pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação (SME), durante o primeiro mandato do prefeito Juraci Martins.

Entenda o IDEB
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado pelo Inep em 2007 e representa a iniciativa pioneira de reunir num só indicador dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. Ele agrega ao enfoque pedagógico dos resultados das avaliações em larga escala do Inep a possibilidade de resultados sintéticos, facilmente assimiláveis, e que permitem traçar metas de qualidade educacional para os sistemas. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.
 
Com o Ideb, ampliam-se as possibilidades de mobilização da sociedade em favor da educação, uma vez que o índice é comparável nacionalmente e expressa em valores os resultados mais importantes da educação: aprendizagem e fluxo. A combinação de ambos tem também o mérito de equilibrar as duas dimensões: se um sistema de ensino retiver seus alunos para obter resultados de melhor qualidade no Saeb ou Prova Brasil, o fator fluxo será alterado, indicando a necessidade de melhoria do sistema. Se, ao contrário, o sistema apressar a aprovação do aluno sem qualidade, o resultado das avaliações indicará igualmente a necessidade de melhoria do sistema. O Ideb vai de zero a dez.
 
O Ideb também é importante por ser condutor de política pública em prol da qualidade da educação. É a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade do PDE para a educação básica. O Plano de Desenvolvimento da Educação estabelece, como meta, que em 2022 o Ideb do Brasil seja 6,0 – média que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável a dos países desenvolvidos.

Ascom – Prefeitura de Rio Verde

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora