08 de Novembro de 2017

Duas rodovias de Goiás estão entre as piores do Brasil

Estado de conservação das estradas piorou em 2017, diz CNT

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou o resultado da 21°edição da pesquisa que mostra a qualidade das rodovias brasileiras. Os trechos Jataí-Piranhas da BR-158 e Rio Verde – Iporá da GO-174 foram avaliados como ruim e estão na 107° e 105° posição, respectivamente.

O estudo mostrou que 61,8% da extensão pesquisada como regular, ruim ou péssima e apenas 38,2% como boas ou ótimas. Em 2016, estes índices eram de 58,2% e 41,8%.

Um dos aspectos em que o índice mais se deteriorou foi o relativo à sinalização. O percentual da extensão de rodovias com sinalização considerada como ótima ou boa caiu para 40,8%, frente aos 48,3% alcançados no ano passado. Dessa forma, aumentou para 59,2% o percentual de sinalização regular, ruim ou péssima.

A CNT também pontuou que o investimento feito nas rodovias interfere diretamente em sua qualidade. “Quanto maior o investimento, melhor a qualidade percebida”, diz trecho do relatório.

“Assim, a redução dos aportes destinados à infraestrutura rodoviária desde 2011, sem um significativo ganho de eficiência na execução das intervenções, foi um fator determinante para a queda da qualidade das rodovias federais brasileiras”, concluiu.

O governo investiu R$ 11, 21 milhões neste setor em 2011. Este valor caiu até quase a metade. Atualmente, a CNT faz projeção de gasto em R$ 6,61 milhões. O estudo finaliza informando que com menos investimento será difícil encontrar melhorias nas rodovias.

Diário de Manhã

Compartilhe / Comente

Notícias Relacionadas

« Voltar

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados

Rio Verde Agora